MídiaOn Agência Digital

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

  • Governo baiano contém nova invasão de goianos em terras produtivas da Bahia

  • Uma multidão no último adeus a Ondumar Marabá, Miriam Borges e Pr. Adail

  • Vitória de Dilma pode acentuar alta do dólar, diz ex-ministro da Fazenda

POLÍTICA

A Onda continua: Agora é Ondumar Marabá Júnior

Ondumar Marabá Junior oficializou sua candidatura a Deputado Estadual na reta  final das elei&cced...
Continue Lendo

Ondumar Marabá morre em acidente na BR 349, em Correntina

Ele estava acompanhado da esposa Miriam Borges, do Assessor Pr. Adail Martins que também morreram. ...
Continue Lendo

Resumo da sessão de ontem na câmara

A sessão de ontem terça-feira, 23, na câmara municipal foi tranquila, estiveram presentes ...
Continue Lendo

VEREADORES

Aguardando Arte
Aguardando Arte
Lojão do Povo

MAIS NOTÍCIAS

Jovem é morto a tiros no quintal de casa no bairro São Pedro, em Barreiras

  Populares na frente da residência do jovem que está caind... Continue Lendo

Correntina: Carreta carregada de massa de Cuscuz tomba na BR 349 e deixa um morto

  A carreta estava carregada de massa de cuscuz O... Continue Lendo

Adolescente morre afogado nas águas do Rio Grande em Barreiras

O estudante Márcio Santos da Silva, de 14 anos, morador no Arboreto II, e... Continue Lendo

10º BPM realiza em Barreiras a formatura de novos soldados

  Autoridades presentes na solenidade A PM ganhou 68 novos sol... Continue Lendo

Jornalista do SBT é ameaçada de morte no Facebook

Hoje às 11:00 | Seja o primeiro a comentar!
Mundo

Na tarde de quinta-feira, 16, a jornalista Rachel Sheherazade pediu ajuda para denunciar um internauta que a ameaçou de morte. Ela postou no Facebook texto e imagem que mostram os recados de João Paulo Silva Neri. "Peço que me ajudem a denunciar esse perfil ao Facebook. Quanto mais denúncias, mais fácil banir um sujeito que não sabe se portar com civilidade nas redes sociais", explicou a âncora do 'SBT Brasil'.

O usuário identificado como João Paulo publicou cinco mensagens seguidas dizendo que iria assassinar a jornalista. "Eu vou matar você...enquanto você não sai (sic) do SBT". Em outra, ele sugere aos internautas um "movimento" contra a apresentadora. "Censurada! Censurada! Censurada! Movimento matem a Rachel (...) a imprensa vai calar a sua boca!".

Em seu depoimento, Rachel afirmou, em primeiro momento, que não acredita que o Ministério Público, o Conselho Federal de Jornalismo ou mesmo os diligentes membros dos Direitos Humanos teriam qualquer atitude para ajudá-la, por isso estava pedindo ajuda de seus seguidores.

Cerca de uma hora depois, a jornalista compartilhou novas informações. Ela revelou ter formalizado uma denúncia junto ao Ministério Público Federal contra o internauta que a ameaçou. "Estou dividindo esse episódio com vocês para incentivar qualquer um que esteja sendo ameaçado ou intimidado, como eu estou sofrendo, a não ceder, a não se calar, a não se quedar. Busquemos a justiça!".

Rachel Sheherazade ganhou notoriedade nacional por seus comentários ácidos contra políticos, sobretudo do PT.  (Informações da agência Comunique-se)

Blog Nei Vilares/Edição ZDA
Comentar

Aécio diz que Dilma recua no reconhecimento de desvio de dinheiro da Petrobras

Hoje às 09:38 | Seja o primeiro a comentar!
Política

Em relação às denúncias de corrupção na Petrobras, o candidato Aécio Neves (PSDB) pergunta à Dilma Rousseff (PT) se manterá João Vaccari Neto como o tesoureiro do PT. De acordo com a delação do ex-diretor da estatal Paulo Roberto Costa, o petista está envolvido no pagamento de propinas para partidos da base aliada (PT, PP e PMDB), com dinheiro desviado da Petrobras. "Você confia nele, presidente?", questiona. 

Sem responder diretamente à pergunta, Dilma cita então a citação do ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra, morto em abril deste ano, por Paulo Roberto Costa como um dos beneficiários do esquema de corrupção na Petrobras. 

Ela afirmou que há indícios de desvios de dinheiro, mas não se sabe "quanto foi e quem foi (que recebeu)". A presidente reforçou que irá investigar quem são os envolvidos, assim que o Ministério Público e o Supremo Tribunal Federal derem acesso às delações do ex-diretor e do doleiro Alberto Yousseff. Dilma acusa que o PSDB nunca investigou, no entanto, nos escândalos de corrupção em que esteve envolvido como o Cartel dos Trens e Metrô de São Paulo. "Eu sou a favor a punição", disse.


O candidato tucano afirma que ela faz um recuo sobre a declaração de desvios de recursos da Petrobras. "A senhora recua ao dizer que não houve desvios e sim indícios. O senhor confia no seu tesoureiro. Fico preocupado com o cargo dele em Itaipu, onde ele tem um crachá e livre trânsito. Faltou governança no seu mandato", atacou. Segundo ele, há instituições no país capazes de investigar casos de corrupção. E também cita a denúncia de que a ex-ministra da Casa Civil Gleisi Hoffmann recebeu dinheiro em sua campanha de senadora em 2010, por meio do esquema comandado por Paulo Roberto Costa e Alberto Yousseff. A informação é da matéria do jornal Estado de São Paulo, publicada na edição de domingo, 19.

Blog Nei Vilares/CB
Comentar

Candidatos contidos, evitam ataques e apresentam propostas

Hoje às 09:27 | Seja o primeiro a comentar!
Política

A repercussão negativa do debate do SBT, tido como o mais agressivo do segundo turno da eleição presidencial, parece ter feito a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff(PT) adotar uma estratégia mais propositiva com a consequente diminuição da intensidade dos ataques a Aécio Neves (PSDB) no debate entre os presidenciáveis, promovido na noite deste domingo (19), na Rede Record. No confronto, a presidente destacou ações em estímulo a micro-empresários, segurança pública, saúde e educação, em especial no ensino técnico.

O debate: Dilma e Aécio trocam agressividade por guerra de números

A candidata à reeleição abriu o debate destacando suas ações em relação aos micro empresários individuais, em especial à legislação do Super Simples, enquanto o tucano propôs a simplificação do sistema tributário. Ao retomar a palavra, a candidata à reeleição destacou que o Simples cresceu 111%, gerando 9 milhões de empregos.

Mais tarde, instada pelo tucano a comentar o financiamento da segurança pública, Dilma destacou a questão não é federal, mas que assim mesmo seu governo investiu mais. Nas palavras de Dilma, enquanto o governo Fernando Henrique Cardoso (PSDB) investia R$ 1,2 bilhões por ano enquanto seu governo investiu R$ 4,4 bilhões anuais nesse item. Mais tarde, destacou ainda que o governo federal investiu mais de R$ 17 bilhões em postos de integração das policias e que, se eleita, manterá essa política, inclusive atuando para mudar a Constituição, que retira do governo federal a responsabilidade de financiamento da área.

A presidente também questionou o adversário sobre a flexibilização de leis trabalhistas sustentando que em 2001, os tucanos tentaram levar um projeto de lei nesse sentido, mas que este foi sufocado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Blog Nei Vilares/Edição O Expresso
Comentar

Programa de LEM

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014 às 08:22 | Seja o primeiro a comentar!
Cidade

Blog Nei Vilares
Comentar

Dilma Rousseff tem mal-estar ao vivo na TV após debate contra Aécio Neves

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014 às 08:17 | Seja o primeiro a comentar!
Política

A candidata do PT afirmou que a sua pressão caiu e por isso teve que interromper a entrevista

A candidata do PT, Dilma Rousseff, teve um mal-estar no momento em que concedia entrevista para uma repórter do SBT. “Não estou me sentindo bem. Minha pressão caiu”, disse a presidente para a jornalista enquanto respondia uma pergunta ao vivo na emissora. Rapidamente assessores da petista a rodearam e fizeram com que ela sentasse em uma cadeira, a mesma que foi utilizada por ela durante o debate contra o tucano Aécio Neves.

Visivelmente constrangida com a situação, a repórter da emissora chamou, então, o link para o comentarista político da emissora, Kennedy Alencar, que deu prosseguimento à transmissão. Após tomar água e descansar por alguns instantes, Dilma disse que estava melhor e tentou dar continuidade à entrevista. "Um debate exige muito emocionalmente, por isso minha pressão caiu. Mas peço desculpas à você e aos telespectadores", disse à repórter

Segundo os assessores do PT, a presidente se alimentou mal durante o dia e não será necessário a realização de exames.

Blog Nei Vilares
Comentar

Leia abaixo a íntegra das considerações finais dos dois candidatos

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014 às 08:06 | Seja o primeiro a comentar!
Política

Blog Nei Vilares/g1
Comentar

Aécio e Dilma seguem com tiroteio verbal em novo debate na televisão

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014 às 08:05 | Seja o primeiro a comentar!
Política

Tom agressivo repetiu o do primeiro confronto do segundo turno, na terça. Debate foi transmitido pelo SBT e organizado por UOL e rádio Jovem Pan.

Os candidatos Aécio Neves (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) voltaram a trocar agressões verbais nesta quinta-feira (16) no segundo debate entre presidenciáveis do segundo turno, transmitido pelo SBT e também organizado pelo portal UOL e pela rádio Jovem Pan. O tom foi semelhante ao do debate anterior, na última terça-feira, em que ambos se atacaram mutuamente. O G1 acompanhou em tempo real (veja aqui).

No debate desta quinta, o presidenciável tucano disse em várias passagens que Dilma "mente" e que a campanha dela produz ofensas contras os adversários. "Quem mente é o senhor", respondia a presidente, candidata à reeleição, que após o debate sentiu um mal estar e teve de interromper uma entrevista.

Em um dos momentos mais tensos do debate, os candidatos trocaram acusações devido ao emprego de irmãos no serviço público. Dilma questionou o fato de a irmã de Aécio, Andreia, ter atuado no governo de Minas Gerais na época em que ele foi governador. "Ela era responsável pela gestão das verbas em todas as questões relativas a propaganda", afirmou a petista, que, a exemplo do debate anterior. destacou que o rival também empregou tia, tio e três primos no governo mineiro.

Aécio reagiu dizendo que a irmã assumiu o serviço de voluntariado de Minas Gerais, trabalhando sem remuneração, e fez referência ao irmão de Dilma, Igor Rousseff. "A senhora conhece o sr. Igor Rousseff? Seu irmão foi nomeado pelo prefeito Fernando Pimentel [do PT, que governou Belo Horizonte entre 2002 e 2009] e nunca apareceu para trabalhar. A diferença é que a minha irmã trabalha muito e não recebe nada. O seu irmão recebe e não trabalha", respondeu o tucano.

Os candidatos começaram a atingir um ao outro logo na abertura do debate, quando responderam à pergunta "Por que quer ser presidente da República?"

Aécio iniciou, dizendo que é candidato "para encerrar um ciclo de governo que fracassou". Disse que a educação e a saúde pioraram e que o Brasil é um "cemitério de obras inacabadas". Dilma devolveu afirmando que é candidata de um projeto contra a "exclusão", referindo-se aos governos do PSDB. "Faço parte de um projeto que construiu as bases para um Brasil moderno, mais inclusivo, mais produtivo", declarou.

No debate, os dois voltaram a discutir sobre corrupção na Petrobras. Na primeira pergunta que formulou, Aécio Neves mencionou uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) e apontou irregularidades de R$ 18 bilhões na construção do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Dilma afirmou que a diferença entre os dois é que ela manda investigar. "Onde estão os corruptos da compra de votos para a reeleição, do metrô de São Paulo, do Sivam, da privataria tucana? Todos soltos", disse, em referência a casos que envolveram integrantes do PSDB.

Aécio reagiu: "Onde estão os corruptos do seu partido? Estão presos", disse, em referência a petistas condenados no julgamento do mensalão. Ele disse que falava de denúncias "de agora". "Não é possível que a senhora não se sinta responsável. Ou foi conivente ou incompetente", declarou.

A petista citou denúncia de que o ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, em depoimento ao Ministério Público, teria afirmado que deu propina ao ex-presidente doPSDB Sérgio Guerra – que já morreu – para esvaziar uma Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a investigar a Petrobras em 2009.

Na resposta, Aécio disse que, pela primeira, vez a presidente reconheceu denúncias de Paulo Roberto Costa, que fez acordo de delação premiada e, em troca de prisão domiciliar, passou a colaborar com a Justiça nas investigações sobre corrupção na Petrobras. "Se a sra. não tem receio, por que seu partido impediu que o sr. Vaccari fosse à CPI"?, disse Aécio, referindo-se ao tesoureiro do PT, que, segundo depoimentos de Costa, também se beneficiou de propinas de contratos na estatal.

Dilma declarou que Aécio tem "dois pesos e duas medidas" e prometeu que investigará "sem constrangimento tudo e todos". O tucano também defendeu a investigação de "todos" e criticou o que chamou de tentativa do Planalto de impedir o funcionamento da CPI da Petrobras.

No primeiro bloco, Aécio levantou o tema inflação, questionando Dilma sobre medidas que ela pretende tomar para controlar os preços dos produtos. A presidente disse ter "certeza" de que a inflação está “sob controle” e afirmou que há “choques de oferta” de energia e de alimentos por causa da seca. Aproveitou para criticar o desabastecimento de água em São Paulo, estado governado pelo PSDB. O tucano replicou e disse que Dilma "não tem nenhuma solução" para enfrentar a alta de preços. "Você compra com o mesmo dinheiro hoje o que comprava seis meses atrás?", questionou o candidato. A petista afirmou que o PSDB entregou o governo com mais de 11,4 milhões de desempregados e disse que não combaterá a inflação “com métodos de arrochar salário, desempregar e não investir".

Noutro momento, Dilma questionou o tucano sobre a importância de se realizar o teste do bafômetro. "Eu tive um episódio em que parei numa blitz da Lei Seca com a licença vencida e não fiz o exame. Me arrependi disso", respondeu o tucano. Para a petista, o assunto da Lei Seca tem que ser tratado "com mais cuidado". "Eu não dirijo sob efeito de álcool ou droga", afirmou a petista. "Seja correta, seja séria. Mentir e insinuar ofensas como essa é indigno para uma presidente da República", afirmou.

Aécio perguntou se a candidata "mente tanto" porque não tem "nada a apresentar". Dilma afirmou que a gestão do tucano em Minas deixou de investir R$ 7,8 bilhões na saúde e R$ 8 bilhões na educação. "Como o senhor acha que pode se sentar aqui e se furtar a explicar porque teve que assinar um termo de ajustamento de gestão?", questionou a petista. Aécio disse que Dilma desrespeita Minas e elogiou a gestão da saúde e da educação no estado. Disse que o Tribunal de Contas aprovou as contas do governo dele por unanimidade. Dilma afirmou que Minas não se confunde com Aécio e que nasceu no estado antes dele. "Eu nasci em Minas, saí de Minas não fui para passear no Rio de Janeiro", afirmou.

A exemplo do debate anterior, Dilma voltou a indagar o rival sobre a construção de um aeroporto no município de Claudio (MG), em uma fazenda que pertenceu ao tio do tucano. "Uma das coisas mais importantes do país é que não podemos tolerar uso de bens públicos para beneficiar A, B ou C", declarou. Aécio afirmou que é "muito triste ver uma presidente da República mentindo" e cobrou a entrega de aeroportos prometidos pela petista na Presidência.

Considerações finais
Nas considerações finais, Dilma afirmou que os governos passados "só viam as elites", mas que a gestão dela "olha para todos os brasileiros". Disse que o Brasil enfrentou a crise internacional "de peito aberto" e prometeu saúde e educação de qualidade e manter a "trajetória de conquistas sociais a todos".

O tucano afirmou que quer ser presidente porque, segundo ele, o Brasil "não pode viver mais quatro anos de tanto desgoverno". Ele disse que não quer dividir, mas ser presidente da "integração nacional" e afirmou que não tratará "o adversário como inimigo a ser batido a qualquer custo" e em favor da "verdade".

Blog Nei Vilares/g1
Comentar

Dia Mundial da Alimentação é comemorado com orientações à população na prefeitura

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014 às 08:04 | Seja o primeiro a comentar!
Cidade

O vereador Deusdete Petronilo aproveitou para conferir sua pressão arterial

Quem comparecer ao Centro Administrativo nesta quinta-feira, 16, receberá orientações sobre alimentação saudável e ainda poderá aferir a pressão e realizar o teste de glicemia. As atividades fazem parte das comemorações pelo Dia Mundial da Alimentação.

De acordo com a nutricionista Deise Bettanin, que atende na rede municipal de saúde, os benefícios da reeducação alimentar são inúmeros. “Todos esses alimentos, embora não sejam cultivados no país, podem ser encontrados facilmente no município, com uma gama imensa de benefícios à saúde das pessoas”, disse. “É melhor investir agora do que ter de gastar com remédios no futuro”, continua.

A nutricionista Deise Bettanin e equipe da secretaria de Saúde na ação pelo Dia Mundial da Alimentação

A nutricionista explica ainda que a população pode procurar a unidade de saúde mais próxima de sua cara para agendar o atendimento mais detalhado. Segundo ela existem três grupos que merecem uma maior atenção: hipertensos, diabéticos e obesos. As pessoas que apresentam alteração glicêmica ou de pressão, são, automaticamente encaminhadas para agendamento médico e nutricional.

Blog Nei Vilares
Comentar

Plano Diretor realiza primeira Audiência Pública no próximo dia 20 de outubro

Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014 às 08:03 | Seja o primeiro a comentar!
Cidade

A Audiência Pública de apresentação do Plano Diretor começa às 19h da próxima segunda-feira, 20 de outubro, no auditório Arnaldo Horácio Ferreira, na Câmara de Vereadores.

Depois da série de reuniões setoriais realizadas entre junho e julho visando a apresentação de sugestões para o Plano Diretor Participativo de Luís Eduardo Magalhães, chegou a hora da primeira audiência pública, antes da entrega do documento final à Câmara de Vereadores. Antes, uma segunda audiência está prevista para o mês de novembro.

As reuniões setoriais, segundo o engenheiro Enio Luiz Perin, consultor contratado para realização do trabalho de revisão do Plano Diretor de Luís Eduardo Magalhães tiveram por objetivo ouvir da população as demandas que virão a ser incorporadas no plano.

A ideia é poder planejar e construir, a partir da sua revisão, a Luís Eduardo Magalhães do futuro. “Queremos mostrar que é possível planejar o município para os próximos 30 anos”, ratifica o prefeito Humberto Santa Cruz, ressaltando a importância da participação popular e reforçando o convite para que todos participem da audiência pública da próxima segunda-feira.

“As reuniões setoriais tiveram um papel importante na elaboração desse plano, já que será nesses encontros foi possível levantar várias demandas dos bairros e ouvir as preocupações da população em relação ao futuro da cidade”, continuou o prefeito.

A Audiência Pública de apresentação do Plano Diretor começa às 19h da próxima segunda-feira, 20 de outubro, no auditório Arnaldo Horácio Ferreira, na Câmara de Vereadores.

Blog Nei Vilares
Comentar

Blog Nei Vilares parabeniza Carambola pelos 10 anos de sucesso

Quarta-feira, 15 de Outubro de 2014 às 12:49 | Seja o primeiro a comentar!
Cidade

 

Blog Nei Vilares
Comentar

NA REDE

PARCEIROS